CadÚnico v7 — Caixa Econômica Federal → Saiba como FUNCIONA!

CadÚnico – Nos últimos 15 anos o governo brasileiro vem criando projetos sociais para atenderem famílias de baixa renda, com o objetivo de aumentar a inclusão social e reduzir a desigualdade.

Através desse incentivo governamental milhares de famílias deixaram a zona de pobreza e conquistaram alguns avanços para resolver e desenvolver melhores condições de vida.

Nesse artigo você encontrará todas as informações necessárias a respeito do Cadastro único, como funciona e quem pode ter acesso aos benefícios do governo através dos programas sociais. Confira Já!

Como funciona o CadÚnico

O Cadastro Único para Programas Sociais, também conhecido como CadÚnico v7, foi criado no ano de 2001 com intuito de coletar dados e informações para identificar todas as famílias de baixa renda existentes no país para fins de inclusão em programas de assistência social e redistribuição de renda.

A execução do CadÚnico Caixa é de responsabilidade do governo federal, os estados, os municípios e o Distrito Federal. Onde é gerido pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e tendo como agente operador a Caixa Econômica Federal que mantém o Sistema de Cadastro Único.

CadÚnico

Nesse cadastro contém uma ampla variedade de informações sobre as condições de vida dessas famílias que podem ser utilizadas para a elaboração de diagnósticos e definição da política social do país, onde são avaliados as situações:

  • De renda;
  • Escolaridade;
  • Tipo de moradia;
  • Situação ao redor da moradia.

As principais famílias cadastradas são as que se encontram em situações de pobreza ou extrema pobreza, aquelas que possuem renda mensal de até meio salário mínimo ou renda mensal total de até três salários mínimos somando das as rendas.

É através do Cadastro Único do Governo Federal, o sistema consegue formular políticas próprias para melhorar as condições em que se encontram estas famílias, avaliando os dados obtidos que mostram a realidade socioeconômica dessas famílias, possibilitando-as a serem beneficiadas em diversos programas do governo.

Veja no tópico abaixo quais são esses programas que você poderá participara através do Cadastro Único.

CadÚnico v7

É de extrema importância a realização do Cadastro Único, das famílias que estão necessitadas, pois através dele essas pessoas tomam conhecimentos e participam de programais sociais que ajudam na expectativa de suas vidas.

A partir de 2003, o CadÚnico tornou-se o principal instrumento do Estado brasileiro para a seleção e a inclusão de famílias de baixa renda em programas federais, sendo usado obrigatoriamente para a concessão dos benefícios como:


Bolsa Família: Transferência de renda para famílias em situação de pobreza e extrema pobreza com renda de até R$ 154 mensais por pessoa;


Isenção da taxa de concurso público: Candidatos de baixa renda incluídos no Cadastro Único têm o direito de não pagar taxa de inscrição em concursos públicos realizados pelo governo federal;


Programa Brasil Carinhoso: Benefício complementar ao Bolsa Família para famílias extremamente pobres com crianças de zero a 15 anos;


Telefone popular: Telefone fixo com tarifas mais baratas para famílias incluídas no Cadastro. Dá direito a 90 minutos por mês em ligações para outros telefones fixos da mesma cidade, com tarifa de até R$ 15;


Conta de luz social: Desconto para famílias com renda de até meio salário mínimo por pessoa. A redução varia de 10% a 65%;


Passe livre do idoso: Pessoas com 60 anos ou mais que não tenham como comprovar renda podem obter passagem de graça. Podem participar idosos que tenham renda de até dois salários mínimos;


Minha Casa, Minha Vida: Famílias de baixa renda podem ter auxílio na compra da casa própria. Para o programa Minha Casa, Minha Vida, a família deve ter renda mensal total de até três salários mínimos;


Carta social: Direito a enviar pelos Correios a carta social com peso máximo de 10g pelo valor de R$ 0,01.


Também pode ser utilizado para a seleção de beneficiários de programas ofertados pelos governos estaduais e municipais. Por isso, ele é funciona como uma porta de entrada para as famílias acessarem diversas políticas públicas.

Cadastro no CadÚnico Caixa

CadÚnicoEle é feito através do município onde promove visitas domiciliares às famílias de baixa renda periodicamente para efetuar o cadastramento, podendo as famílias que se enquadrarem nos critérios e ainda não esteja inscrita, pode procurar um CRAS – Centro de Referência em Assistência Social no município e solicitar o cadastramento no CadÚnico v7.

Para realizar o cadastramento da família, é importante ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro, onde essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos.

Será solicitados alguns documentos do responsável pela família que deverá ter em mãos o CPF ou o número do título de eleitor. Também será solicitado comprovante de endereço e comprovante de matrícula escolar das crianças e adolescentes entre seis e 17 anos. Para os demais integrantes da família, qualquer documento de identificação como:

  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento;
  • CPF;
  • RG;
  • Carteira de trabalho ou título de eleitor.

É necessário sempre que ocorra alguma mudança na família, mudança de casa ou de trabalho ou quando alguém deixar de morar na residência, o responsável familiar deverá procurar o CRAS para efetuar a atualização dos dados da família. Para que não perca nenhum beneficio.


  • Conclusão

Se você se enquadra em algum desses requisitos informados no artigo, não perca tempo e procure o órgão responsável para realizar o seu Cadastro Único para programas do governo federal e utilizar os benefícios disponíveis.

Se restou alguma dúvida sobre o CadÚnico, não hesite em deixar um comentário que assim que possível iremos te responder. Boa Sorte!

Deixe um Comentário